sábado, 8 de agosto de 2009

UMBU-CAJÁ E CAJÁ-MANGA: DE ONDE VIERAM?

UMBU-CAJÁ

CAJÁ-MANGA



Professor Melander

O Brasil sempre foi considerado um país de riquezas naturais, onde “se plantando tudo dá”. Por isso mesmo é que muitos consideram que a maioria das plantas domésticas que consumimos são originárias daqui, principalmente as frutas. Mais ainda: das Américas, porque as plantas não têm fronteiras nacionais, mas eco-geográficas e, em última análise, continentais. E é exatamente o confinamento de algumas espécies vegetais ou animais em sistemas ecológicos distintos que as faz evoluir, surgindo daí novas espécies.
Há 290 milhões de anos existia apenas um continente chamado Pangéia. Separou-se em dois blocos há 210 milhões de anos: a Laurásia (formada pelas atuais América do Norte, Eurásia e Groenlândia) e Gondwana (América do Sul, África, Antárdida, Austrália, Índia e Madagascar). A partir daí os continentes foram se separando, juntando-se uns aos outros posteriormente. A América do sul obteve sua separação da África há 140 milhões de anos, unindo-se à Antártida há 75 milhões de anos por um breve período. A América do Norte foi separada da atual Europa e Groenlândia há 40 milhões de anos. Somente há 5 milhões de anos foi que as Américas se juntaram através da América Central, dando origem a um intercâmbio de espécies animais e vegetais, após um longo período de isolamento. Há 10.000 anos começou o processo de domesticação de plantas e animais pelo homem, cujas espécies produzidas aqui eram distintas das do “velho mundo”. Apenas após o descobrimento das Américas é que essas plantas se disseminaram por todos os continentes.
Assim, relacionamos a origem da maioria da plantas consumidas no Brasil como alimentação. Plantas originárias da costa mediterrânica: Alcachofra, azeitona (oliveira), beterraba, repolho e rúcula. Originárias da Eurásia: Aspargo, castanha, couve e framboesa. Da Europa: Acelga, aipo, alface, alho-poró, almeirão, aveia, brócolos, champignon, coentro, morango, pêra, salsão, salsinha e tremoço. Da África: Bucha, café, dendê, jiló, maxixe, pimenta malagueta, quiabo, romã e sorgo. Da Oceania: Cajaraneira, fruta-pão e macadâmia. De origem asiática: Agrião, alho, ameixa, amêndoa, amora, anis-estrela, arroz, avelã, banana, berinjela, caqui, carambola, cebola, cebolinha, cenoura, centeio, cereja, cevada, cidra, couve-flor, damasco, erva-doce, ervilha, espinafre, figo, grão-de-bico, groselha, jaca, jambo, jambolão, kiuwi, laranja, lentilha, lima, limão, maçã, manga, marmelo, melancia, melão, nabo, nectarina, nêspera, noz, noz-moscada, pepino, pêssego, pimenta-do-reino, rabanete, ruibarbo, shiitake, soja, tâmara, tamarindo, tangerina, trigo e uva. Plantas de origem americana: Abacate, abacaxi, abóbora, abiu, abricó, abricó-do-pará, acerola, actimida, aipim, ajurú, amendoim, ananás, araçá, araçá-boi, araticum-do-campo, assai, babaçu, banana-do-brejo, baru, batata, batata-doce, biriba, buriti, cabeça-de-negro, cacau, cagaita, cajá, caju, camu-camú, castanha-do-pará, ceriguela, chiclet, chuchu, cupuaçu, embaúba, feijão, feijoa, fruta-do-conde, fruto-de-jacú, girassol, goiaba, graviola, guabiroba, guaraná, ingá, inhame, jabuticaba, jatobá, jenipapo, jussara, laranja-do-campo, limão bravo-do-brejo, maçaranduba, macaúba, mamão, mandioca, mangaba, maracujá, mari, maria preta, marolo, milho, murici, pepino-do-mato, pequi, pimentão, pimentas (quase todas conhecidas), pinha, pinhão, pitomba, pupunha, quina, sapoti, sapucaia, tabaco (fumo), taioba, tomate, tucumã, umbu, umbugueleira, urucum e uvaia.
Mas, e o umbu-cajá e o cajá-manga? O primeiro é um híbrido de origem americana e o outro procede da Oceania.

FONTES:

MELANDER FILHO, Eduardo. Umbu-cajá e Cajá-manga: de onde vieram? Gazeta de Interlagos, São Paulo, 31 jul 2009 a 13 ago 2009. História, p. 2.

MELANDER FILHO, Eduardo. Umbu-cajá e Cajá-manga: de onde vieram? Gazeta de Interlagos, São Paulo, 31 jul 2009 a 13 ago 2009. P. 2. Disponível em: <http://www.gazetadeinterlagos.com.br/136/colunadoleitor.html#3>. Acesso em: 04 ago 2009

2 comentários:

Oswaldo Rodrigues Jr. disse...

gostei! o que li situou-me sobre vários alimentos e as origens!

Tiago Correia de Jesus disse...

Na minha cidade tem um pé desse Umbi-cajá. Muito bom.